Uma carta pra alguém que não pode me ouvir

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017
HQ LightRoom Presents


Ei, Como vai? Faz tanto tempo!
Aqui as coisas estão tranquilas, até demais. Eu entrei pra faculdade, arrumei um emprego, tenho um namorado agora. Coordenei um grupo de jovens, amadureci minhas ideias. Já não sorrio como antes. Mas sou feliz.
Estou em um processo de conhecimento de uma nova pessoa que me tornei, em um processo de conhecer o que quero pra mim. Lembro exatamente das suas falas na beirada da cama dizendo que era pra eu conhecer bastante gente ainda, e não me preocupar demais com as coisas. "Namora bastante, Valéria". Eu estou tentando, prometo. Tentando interagir, tentando ser melhor, tentando não ligar.
Depois que te cuidei no hospital, quis ser médica. Que engraçado, né! Tenho medo, ainda. Mas sonho com isso. Imagina, eu, cuidando das pessoas, um pouquinho além do que te cuidei? Tenho uns 15 dias ainda pra decidir se largo tudo pra isso, ou se continuo com tudo o que eu estou fazendo.
Sinto sua falta. De você sorrindo pra mim e dizendo que ia dar tudo certo. Que era importante confiar. E me ensinando que "Amém" significa "Que assim seja" e me ensinando sobre a Eucaristia. Sinto falta do seu cuidado, de vir me visitar, de me regar com os olhos, de me mostrar esperança. Sinto falta da sua alegria. E da sua perseverança.
Se estivesse aqui, ia te contar de muitas conquistas. Agora dirijo moto e carro, sabia? Podia te levar pra passear. Aprendi a comer algumas coisas tipo chuchu haha e cenoura. Engordei, acredita? Lembro que ficava me chamando de magrinha... Tenho uma nova cachorrinha, e uma nova gatinha também. Você ia gostar delas! Só queria mesmo dizer é que sinto sua falta, e dos seus conselhos. E da sua alegria.
Desejo que esteja em um bom lugar, pela graça de Deus. Amém. Que assim seja.

6 comentários

 
Desenvolvido por Michelly Melo.